Meio Ambiente – Troca de correspondência

Meio Ambiente – Troca de correspondência
Rate this post

Neste artigo quero compartilhar um projeto que guardo desde o ano de 2005 e do qual fiz parte quando ingressava na rede pública e, por conta da atribuição de aulas, acabei lecionando em duas turmas de 5ª série. Lá, trabalhei com alguns outros professores de forma interdisciplinar contribuindo no projeto que eles queriam fazer, mas que ainda era apenas um esboço. Pesquisando e planejando, vi que algo semelhante já havia sido feito e acabamos por adaptá-lo para nossa realidade. O que trago abaixo é uma adaptação usada por nós e que espero que ajude você em suas aulas.

Título:

  • Trocando e-mails sobre as águas do Brasil

Conteúdo:

  • Produção e compreensão textual

Assunto:

  • As águas da sua região

Série:

  • 3ª série e 4ª séries, segundo ciclo

Tempo necessário:

  • Entre 7 e 8 aulas. É sempre bom planejar um tempo maior para o trabalho inicial de digitação do texto, já que as crianças ainda não estão totalmente familiarizadas com o teclado e com esta transposição.

Introdução:

  • Trabalhar os diferentes usos e formas de registro escrito é muito importante para que o aluno consiga se apropriar da linguagem e fazer uso dela de maneira adequada e contextualizada. A produção de textos utilizando e-mails e informações de sites é um desafio para que você desenvolva as competências para a escrita e a leitura convencionais, que possibilitem ao aluno tornar-se usuário ativo e crítico dos recursos da informática.

Objetivos:

  • Utilizar Internet como meio de comunicação e expressão de ideias;
  • Construir textos a partir de proposta de interação com as informações disponíveis no site www.brasildasaguas.com.br;
  • Familiarizar-se com a escrita digital elaborando questões sobre os assuntos do site e organizando textos;
  • Realizar auto-correção do texto produzido, com intervenções planejadas pelo professor;
  • Elaborar a reescrita do texto;
  • Respeitar as diversas opiniões e socializar o trabalho.

Recursos didáticos:

  • Folhas pautadas;
  • Cartolina ou papel kraft;
  • Mensagens de e-mail já impressas;
  • Dicionário de português e inglês;
  • Computadores conectados à Internet.

Desenvolvimento da atividade/ procedimentos

PARTE 1 – APRESENTANDO A ATIVIDADE

  • Divida a classe em duplas e registre no quadro as atividades que serão realizadas passo a passo;
  • Apresente aos alunos a função e as características do texto que produzirão. Para isso, você pode levar impressas algumas mensagens que costumamos veicular via e-mail e distribuir para que os alunos possam levantar as características deste tipo de texto.
  • Registre numa cartolina ou papel kraft os aspectos levantados e deixe a lista afixada na sala no decorrer do trabalho.
  • Coloque na lousa o nome do site (www.brasildasaguas.com.br) e faça um esquema da página de abertura para que os alunos possam identificar a localização do comando para produção de mensagens pela internet. Explique como estão organizadas as informações na janela de e-mails. Permita que seus alunos perguntem sobre a forma de apresentação da página.

PARTE 2 – PRODUZINDO TEXTOS SOBRE NOSSAS ÁGUAS

  • Escreva na lousa e leia a pergunta que está colocada no site, na seção “Salvem Nossas Águas”: “Como está a qualidade da água no rio que passa por sua cidade? No lago ou no igarapé perto da sua casa?”
  • Antes da dupla produzir o texto, seria interessante retomar as discussões realizadas anteriormente, para que os alunos tenham por onde começar a escrita; é possível, ainda, encaminhar uma questão: O que vocês gostariam de contar aos pesquisadores do Brasil das Águas, sobre as águas de nossa cidade?
  • Deixe que, para escrever, as duplas se organizem como quiserem, e fique atento observando os procedimentos adotados.

PARTE 2 – AUTO – CORREÇÃO DO TEXTO

Esta etapa será realizada no computador.

  • Peça à turma que visite o site www.brasildasaguas.com.br e acesse a seção “Salvem Nossas Águas”. É interessante dar um tempo aos alunos para que leiam as mensagens já enviadas por outras pessoas e percebam como ficará o texto quando publicado;
  • Com o pré-texto em mãos, os alunos digitarão o texto que produziram, no computador sem nenhuma intervenção sua. De preferência, oriente para que dividam a digitação. Dessa forma, todos poderão manipular o teclado;
  • Peça que releiam o texto e que grifem, no pré-texto feito à mão, as palavras escritas incorretamente. Para isso, podem recorrer aos colegas e ao dicionário. Solicite que corrijam o texto na tela do computador; Envie as mensagens após essa primeira correção.
  • Na sala de aula, solicite que procurem retomar os erros nas palavras indicadas na releitura da mensagem. É possível também listar e afixar as palavras que apresentam maior dificuldade para o grupo;
  • As correções deverão ser registradas no final da mesma folha em que escreveram o texto;
  • Peça para que algumas duplas leiam sua produção para o grupo.
  • Possivelmente serão observados erros de concordância. Nesse momento, aponte, no trabalho de cada dupla, aspectos que precisam ser reconsiderados numa reescrita final e nas próximas mensagens. As mensagens devem ser enviadas após a sua revisão.
  • Depois do trabalho com a arquitetura do texto converse com seus alunos sobre os conteúdos. O que eles contaram e perguntaram aos pesquisadores do site?

 

PARTE 3 – REESCRITA DE TEXTO

Dependendo da turma, você pode redigir as mensagens no processador de texto Word, efetuar o trabalho de correção e somente depois enviar as mensagens. Fale sobre a importância de escrever de acordo com a norma padrão, para que sejamos entendidos pelos leitores.

  • Explique aos alunos que o programa Word conta com um corretor automático de texto, que sublinha em vermelho as palavras grafadas incorretamente.
  • Explique que esse corretor ortográfico tem limitações e serve apenas para tratar da grafia das palavras e não da concordância. Retome o texto digitado e, numa folha limpa, oriente os alunos para a elaboração da reescrita;
  • Novamente no computador, os alunos farão as correções necessárias no texto já salvo, com base na versão final produzida após a reescrita; Com a mensagem pronta, acessarão o site e enviarão seu recado.

Avaliação:

  • A avaliação poderá ser feita pela observação dos alunos no decorrer da atividade, atentando principalmente se as hipóteses colocadas pelos alunos foram superadas ou não no desenvolvimento do trabalho, sobretudo em relação à estrutura e à forma do texto. Além disso, cabe observar a organização e a dinâmica das duplas, se há respeito às diferentes opiniões e se todos efetivamente participaram da construção, quer seja manifestando suas ideias, quer seja efetuando a escrita no papel ou digital. Avalie com os alunos, questione o que sentiram ao escrever um texto que tem uma função e que será lido por muitas pessoas.

Aprofundamento do conteúdo:

Defina com os alunos um caminho para leitura e produção de mensagens para o site. Veja alguns temas que podem ser abordados:

  • Conversar com os pesquisadores sobre as entrevistas com Gérard e Margi Moss.
  • Analisar e elaborar questões sobre o acervo de fotos de outro site do casal Moss: www.extremoss.com.br
  • Convidar os alunos para navegar livremente pelo site e elaborar perguntas sobre o projeto.

No Comments

Leave a Reply