Exemplo de texto dissertativo sobre Xenofobia

Este é um artigo que traz um exemplo de redação desenvolvido por um aluno a respeito do tema que usamos no artigo “Como delimitar o tema na redação do Enem e que publiquei lá no meu site de Redação para o Enem. Veja então um modelo que servirá exatamente assim, exemplo do que se pode fazer. Atente que a Redação do Enem 2016 é a única chance que você tem de receber 1000 pontos. Dessa forma, você deverá observar todos os aspectos necessários para atender aos requisitos pedidos nas matrizes de referência e na proposta dada na prova.

Veja o exemplo de enfoques delimitativos na redações abaixo, textos de candidatos no vestibular:

A volta de ideologias racistas

Os partidos nazifascistas se fortaleceram na Europa diante da “ameaça comunista”. Desde então, se alastraram por todo o mundo aproveitando-se das constantes crises econômicas e sociais para implantar esse sistema ditatorial, xenofobista e excludente em sociedades ávidas por soluções imediatas.
Diante de tal conjuntura tornou-se fácil inventar causas raciais ou até mesmo comportamentais para problemas unicamente estruturais. O nacionalismo exacerbado tomou conta dessas sociedades se manifestando das mais diversas e cruéis formas. Perseguições a minorias étnicas e desrespeito à individualidade eram fatos comuns.
Entramos em um novo milênio e essa mentalidade arcaica e preconceituosa ainda se faz presente. Diariamente são publicados artigos nos jornais denunciando a violência contra nordestinos, homossexuais e minorias religiosas. Grupos “skinheads” e organizações neonazistas estão novamente se aproveitando das fragilidades sociais para divulgar a pior maneira de solucionar problemas”: a exclusão.
O desenvolvimento dos meios de comunicação, com o advento da Internet, destruiu fronteiras e viabilizou o intercâmbio de informações e pensamentos entre países antes muito distantes. Porém, esse desenvolvimento e a atual banalização da violência facilitam a ação dessas organizações neonazistas, que já estão interligadas mundo afora.
O desemprego, a miséria e a fome também contribuem para o direcionamento da raiva dos cidadãos contra si mesmos. Principalmente nas cidades nas quais o número de pessoas é muito grande, parece ter tomado conta o pensamento malthusiano de que o problema está no excesso de gente. É a partir dessa ideia sem fundamentos que nasce o ódio contra as minorias.
A erradicação dessas ideologias não se faz de maneira ditatorial, através da censura. A solução desse tipo de problemas é lenta e naturalmente alcançada através do desenvolvimento igualitário das sociedades em bases fortes porém democráticas, e da consequente conscientização, visto que essas ideologias não passam de reflexos diretos dos problemas estruturais das sociedades.

Veja ainda quais os erros que você não deve cometer na sua redação do vestibular. São situações que encontrei nas redações dos meus alunos. Clique aqui para ver.

E você? Quer aprender a fazer um texto perfeito?

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *