Dieta para o verão

Blog
maio 19, 2015

Para quem precisa emagrecer o verão é uma boa oportunidade: o calor ajuda a queimar toxinas e tira o excesso de apetite. Para quem quer emagrecer, a falta de apetite — um inconveniente do verão — pode se tornar uma vantagem quando aproveitada’ para uma boa dieta.

Naturalmente, o mais importante numa dieta de verão é o total de calorias que se ingere por dia. Num regime de emagrecimento moderado, pode-se perder 1 quilo cada duas semanas, seguindo uma orientação médica, se necessário. Uma pessoa que tem como peso ideal 55 quilos precisa receber 2 750 calorias por dia, quantidade normal para suprir o desgaste do corpo diariamente. Esse número se obtém multiplicando o peso ideal por 50 calorias.

Quando a pessoa tem um peso acima do normal, vai precisar de uma dieta que a obrigue a queimar as calorias que ficam em reserva como excesso. Assim, a mulher que ultrapassou seu peso ideal de 55 quilos deverá ter uma dieta de 2 250 calorias diárias, isto é, 2 750 calorias menos 500. Depois de duas semanas de dieta ela deverá ter perdido 1 quilo, aproximadamente.

A DIETA E SUA TABELA

Além do controle de calorias, outros pontos devem ser considerados ao iniciar uma dieta de verão:

1) As gorduras devem ser diminuídas ou mesmo suprimidas, pois exigem do organismo maior esforço para serem consumidas durante o verão, além de trazerem problemas de digestão. Por isso, frituras e alimentos muito pesados (feijoada, bacon, toucinho) só devem voltar à mesa quando o verão tiver passado, ou a dieta estiver terminada. Manteiga,, azeites e óleos vegetais só quando em pequenas porções. Molhos cremosos (como a maionese) podem ser substituídos por outros mais leves, temperados com limão e vinagrete. Massas, pães e batatas em pequenas porções são permitidas quando não é preciso emagrecer muito. Senão, convém substituí-los por verduras e legumes cozidos, que têm menos calorias.

2)  As carnes magras, sejam elas de vaca, peixe ou ave, são a base de uma dieta de verão, desde que não sejam acompanhadas de temperos fortes e picantes (temperos verdes, como salsa e cebolinha são mais indicados, porque são melhor digeridos).

3)  É preciso dosar com cuidado o sal, que, além de aumentar a sede, favorece   a  retenção  de   água  no corpo.

4)  Refrigerantes e bebidas alcoólicas devem ser evitadas numa dieta de verão, por terem muitas calorias, sem oferecer nutrientes de valor alimentar. Em lugar de refrigerantes, tomar água, de preferência mineral, ou  sucos  de frutas naturais, sem açúcar.

5)  As sobremesas mais indicadas durante o calor são frutas frescas, exceto o abacate e a banana (porque contêm excesso de calorias), e frutas secas e oleosas (castanha-do-pará, de caju, amêndoas e nozes).

6)  Devem-se também manter rigorosamente as quantidades de alimentos indicadas na tabela da dieta.

7)  Dar preferência às carnes cozidas, grelhadas ou assadas.

8)  Uma forma de variar o cardápio é preparar os vegetais em forma de sopa ou cremes.

Para facilitar a escolha dos pratos, os alimentos foram divididos em seis grupos, que, combinados, fornecem uma dieta bem variada e sadia. Ao lado do alimento, está a quantidade recomendada na dieta. A quantidade é para alimentos crus:

GRUPO UM
Agrião — 1 prato raso cheio
Alface — 1 prato raso cheio
Almeirão (picado) — 1 prato raso
Brócolos  (picado)  —   1  pires (de chá)
Chicória (picada) —   1  prato  (de sobremesa)
Couve (picada) — 1 prato raso
Couve-flor — 1 pires (de chá)
Escarola (picada) — 1 prato raso
Espinafre — 1 prato de sobremesa
Pepino — 1 pequeno
Rabanete — 5 de tamanho médio
Repolho  (picado)  —   1   prato  de sobremesa
Tomate — 2 de tamanho médio

GRUPO DOIS
Abóbora (picada) —   1  pires  (de chá)
Abobrinha (picada) —  1 pires (de chá)
Alcachofra — 1 de tamanho médio
Berinjela — 1 pequena
Beterraba — 1 pequena
Cenoura — 1 de tamanho médio
Ervilha enlatada — 5 colheres (de sopa)
Ervilha fresca  —  2 colheres (de sopa)
Palmito fresco — 1 pires (de café)
Pimentão — 2 médios
Quiabo (picado) — 1 pires (de chá)
Vagem (picada) — 1 pires (de café)
Chuchu — 1/2 de tamanho médio

GRUPO TRÊS
Arroz — 3 colheres (de sopa) rasas
Batata — 2 de tamanho médio
Batata-doce — 1 pequena
Ervilha seca — 3 colheres (de sopa) rasas
Farinha de mandioca — 3 colheres (de sopa) rasas
Farinha de trigo — 3 colheres (de sopa) rasas
Feijão — 2 colheres (de sopa) rasas
Fubá — 3 colheres (de sopa)
Lentilha  —  3  colheres  (de  sopa)
Macarrão — 2 colheres (de sopa) cheias
Mandioca — 1 pedaço pequeno
Mandioquinha   —   1 de  tamanho médio
Pão — 1 pãozinho pequeno

GRUPO QUATRO
Carne de vaca — 100 g
Carne-seca — 60 g
Dobradinha — 1 pires (de chá)
Fígado — 1 bife grande
Carne de porco — 80 g
Salsicha — 2 de tamanho médio
Frango — 100 g
Ovo — 2 unidades
Queijo prato — 1 fatia de tamanho médio
Camarão   fresco   —   1   prato   (de sobremesa)
Bacalhau — 220 g
Dourado —190 g
Pescadinha — 2 filés ou 1 pescadinha média
Robalo — 200 g
Sardinha fresca — 3 de tamanho médio
Tainha — 90 g

GRUPO CINCO
Abacaxi — 1 fatia média
Banana — 1 de tamanho médio
Caqui — 1 médio
Figo — 1 de tamanho médio
Goiaba — 1 pequena
Jabuticaba — 2 pires (de chá)
Jaca— 100 g
Laranja — 1 de tamanho médio
Maçã — 1/2 unidade grande
Mamão — 1 fatia média
Maracujá — 2 de tamanho médio
Melancia — 1 fatia grande
Morango — 1 pires (de chá)
Pêra — 1/2 unidade média
Pêssego — 2 de tamanho médio
Tangerina — 1 de tamanho médio
Uva — 1 cacho médio

GRUPO SEIS
Aveia — 3 colheres (de sopa) rasas
Bolacha salgada — 3 unidades
Maisena —  3  colheres (de  sopa) rasas
Pão — 1/2 pãozinho
Pão de centeio — 30 g
Torrada salgada —- 15 g

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply