Cuidados e riscos durante a gravidez

Cuidados e riscos durante a gravidez
Rate this post

Além de sonhar com o bebe, a futura mamãe deve pensar também nela mesma e em seu corpo que se transforma, exigindo cuidados.

Não é só através das mudanças na cintura e nos seios da gestante que o bebé começa a fazer-se notar. Todo o corpo — dos cabelos aos pés — sofre alterações. Quando se trata do primeiro filho, a ansiedade e a alegria de esperá-lo deixam a futura mamãe com vontade de fazer, com maior dedicação, tudo que está ligado a ele — e portanto a ela mesma. E vai cuidar-se com carinho redobrado.

foto-gravida

CUIDADOS COM A MAMÃE NA GRAVIDEZ

O primeiro problema da mulher grávida são as manchas escuras que podem aparecer a partir do segundo mês de gestação, chamadas “máscaras da gravidez”. As manchas se espalham pela testa, em volta dos olhos e, principalmente, nas maçãs do rosto. Assim que aparecem os primeiros sinais, deve-se passar um creme contra manchas, para que elas não se fixem.

Outro problema que pode surgir é um aumento de pelos no buço, nos braços e nas pernas. A causa pode estar em algum remédio à base de hormônios que alterem a pilosidade, e que poderá ser substituído pelo médico. Uma forma de disfarçar o excesso de pelos é passar água oxigenada com amoníaco onde eles forem mais visíveis. Com o nascimento do bebé os pelos desaparecerão e os poucos que sobrarem poderão facilmente ser eliminados.

Durante a gravidez os cabelos quase sempre ficam fracos, quebradiços e rebeldes. Frequentemente caem em quantidade. Se isto acontecer, é inútil correr à farmácia e comprar fortificantes e xampus especiais. O melhor é cortar os cabelos bem curtos. A queda dos cabelos, o enfraquecimento e a rebeldia são também fenómenos passageiros que terminarão com o nascimento do bebé. Tingir os cabelos é proibido: eles ressecam ainda mais. Se o cabelo já for tingido, é melhor pintá-lo com sua cor natural, recomeçando as alterações só depois que o bebé nascer.

Não é preciso preocupar-se caso apareça alguma alteração na pele, entre tantas outras que ocorrem nesta grande aventura que está se processando no corpo. Se ela sempre foi seca, a tendência é ressecar-se ainda mais. Se for oleosa, também ficará um pouco mais. Durante a gravidez, a tendência é ficar tudo “um pouco mais” do que normalmente costuma ser.

A gravidez provoca uma distensão da pele — quase sempre no abdome, quadris, coxas e seios —, causadora das estrias. Para evitar que elas apareçam, convém controlar o aumento de peso. Se o médico achar conveniente, pode-se usar cinta elástica que ajude a sustentar a barriga. Além disso, todos os dias, durante os últimos quatro meses de gestação, deve-se massagear levemente as partes com estrias (usando óleo de amêndoas doces ou um creme de boa qualidade para lubrificar a pele e facilitar sua distensão).

CREMES PARA EVITAR ESTRIAS NA GRAVIDEZ

Cremes para grávidas

Neste caso, é interessante que a mulher use cremes especiais para manter a pele sempre hidratada e, consequentemente, sem estrias. Sugerimos, ao lado, um comprovadamente eficaz. O sol, desde que não seja em excesso, faz bem para todo mundo, inclusive para a futura mamãe. Dá à pele o aspecto saudável e colorido que tanto favorece a aparência, além de ser uma fonte de vitamina D. A gestante deve evitar o sol forte do meio-dia ou banhos demorados. Mesmo nas pernas, uma exposição ao sol muito prolongada não é aconselhável, pois pode provocar varicose. Sol forte no rosto e no resto do corpo causam tonturas e também fazem aparecer manchas. Um último conselho: é indispensável passar bastante creme ou óleo protetor.

OS PROBLEMAS ALÉRGICOS DURANTE A GESTAÇÃO

Uma sensação diferente que pode ocorrer a gestante é achar que o batom está picando a pele e que o seu cheiro passou a ser enjoativo. É melhor mudar de marca, neste caso, escolhendo uma que seja antialérgica e sem perfume. A intolerância ao batom pode ser uma reação à essência que ele contém. É normal muitas mulheres, durante a gravidez, demonstrarem alergia a cheiros fortes como o do café, de cigarros ou frituras. Pelo mesmo motivo, é bom evitar o uso de perfumes fortes, substituindo-os por uma colónia que seja mais fraca e suave. Uma boa sugestão é usar a colónia própria para o bebê: é bem suave e não dá reações.

A maquilagem dos olhos também pode ser um problema, quando eles incham e começam a arder. É o mesmo problema do batom: alergia e reação ao perfume do produto que se costuma usar. Isso não quer dizer que a futura mamãe precise andar sem maquilagem. Ela pode experimentar outros produtos ou, então, procurar uma linha de cosméticos antialérgicos, que fazem o mesmo efeito estético e não causam mal.

Quando se tem a sorte de não ser alérgica, não enjoar com cheiros nem ter manchas na pele, ótimo. Então é só continuar usando os mesmos produtos de sempre. Com duas observações, porém. O primeiro cuidado é com a pele, que nesta época está mais sensível e requer mais atenções. Portanto, pode-se abusar dos cremes hidratantes, quando a pele for seca, e dos cremes nutritivos, mesmo que a pele seja jovem. Reforçar também os produtos de limpeza, usando um óleo mais penetrante e grosso, eliminando assim as células mortas e favorecendo a reposição de novas. O segundo cuidado é maquilar-se menos, porque a figura redonda da futura mamãe não fica muito bem com uma pintura excessiva: ela deve ser suave, transmitindo a sensação de tranquilidade da gravidez.

Adquira já seu creme antirrugas e cuide de sua pele durante a gravidez e também contra o envelhecimento.

Cremes para evitar estrias

Cremes eficazes contra rugas e estrias.

No Comments

Leave a Reply