Comprar casa nova – dicas e cuidados

Comprar casa nova – dicas e cuidados
Rate this post

Toda a família participa da escolha da casa, mas na hora de comprar devem-se observar bem todos os detalhes, desde sua localização até o contrato.

Uma casa, quintal e jardim ou um simples apartamento podem ser uma escolha difícil quando se trata de comprar, pois são uma das poucas coisas adquiridas para sempre — ou para muito tempo — e devem assim atender a várias exigências.

Uma das primeiras dúvidas costuma ser: comprar casa ou apartamento? Numa casa há maior liberdade com relação a vizinhos, mas há também mais trabalho para cuidar do quintal ou do jardim, além de oferecer menos segurança que um apartamento. Quando a família tem crianças pequenas, o apartamento tem uma grande desvantagem: a falta de lugar para brincar, embora alguns prédios modernos disponham de um parque só para as crianças.

Um ponto que deve ser estudado com cuidado é a localização: morar longe e em lugar isolado significa levar mais tempo entre a escola das crianças ou o trabalho e a casa e fazer compras com bastante antecedência. É útil verificar também se há gás de rua, condições para transferir ou instalar telefone e entrega de correspondência.

Mas, qualquer que seja o bairro escolhido, deve-se verificar na Prefeitura se não foram programadas modificações a curto ou médio prazo na região. Alargamento de ruas, novas avenidas ou viadutos podem significar uma desapropriação, que desvaloriza o imóvel.

A parte urbana das cidades geralmente divide-se em três zonas: a residencial, onde só é permitida a construção de casas para morar; a zona mista, com residências e pequeno comércio, e a zona industrial, onde se instalam as fábricas. Procurar informações sobre a zona onde se localiza o imóvel é muito importante, porque, mesmo que ela seja residencial (ou mista), pode estar próxima ou no limite de zona industrial. Assim, se há um terreno vazio ao lado, o jardim ou o quintal da casa perdem suas funções quando se constrói um prédio de escritórios ou uma fábrica nesse terreno.

Por outro lado, morar próximo à zona comercial tem certas vantagens: há lojas, cinemas e restaurantes por perto e condução mais fácil. Para quem fica fora de casa o dia todo e não se preocupa com a poluição, o centro pode não ser tão mau assim. Só há movimento durante o horário comercial, e nos fins de semana é garantido o sossego de ruas tranquilas.

Quando a escolha está entre duas ou mais casas (ou apartamentos) é bom levar todos os futuros moradores, inclusive as crianças, para uma visita, quando cada um vai dizer o que acha de vantagens e defeitos. Às vezes, alguém pode sugerir uma reforma que torna a casa perfeita. Nesse caso, a reforma, por menor que seja, deve ser feita antes da mudança porque ela causa muita confusão.

Consertos ou reformas de pisos e paredes são complicados, principalmente quando em banheiros ou cozinhas, pois é preciso mexer também nos encanamentos. Para derrubar paredes, abrir portas ou janelas ou construir mais um banheiro, é indispensável contratar um arquiteto ou engenheiro civil, o que vai aumentar o custo real da compra. Isso deve ser considerado mesmo quando se dispõe de tempo para cuidar da compra do material para a obra e contratar os operários.

DICAS PARA ESCOLHA DA NOVA CASA

Naturalmente, não existe uma casa pronta que esteja perfeitamente de acordo com as exigências de todo mundo, porque as necessidades e os hábitos de cada família são muito variáveis. Contudo, há detalhes que se adaptam praticamente a qualquer casa, já que ela se compõe basicamente de três áreas: a íntima (quartos); a social (sala de estar e de jantar) e a de serviço (cozinha, lavanderia, dependências de empregada).

O ideal é que cada uma das três áreas da casa se comunique diretamente com as outras duas. Isto significa que a empregada não atravessará a sala carregando uma pilha de roupa para os quartos e as crianças poderão circular de pijama entre a cozinha e o quarto, mesmo que haja visitas na sala.

Um ponto que merece cuidados especiais é o da insolação. Os quartos, principalmente, precisam receber duas horas de sol diário no mínimo. Sem isso, os aposentos acabam ficando com mofo e fungos provocados pela umidade e que são nocivos à saúde, mesmo dos adultos.

Costuma-se considerar ideal a construção que tem sua frente voltada para o norte, pois ela vai receber o sol da manhã, mais benéfico. Entretanto, mesmo esse detalhe não é fundamental, pois para efeito de aquecimento da casa, não faz muita diferença que o sol bata de manhã ou de tarde. Em cidades de clima frio é até melhor o sol da tarde, para que os quartos fiquem aquecidos à noite. Áreas de serviço também devem ser bem insoladas para facilitar a secagem das roupas.

Muitas construções não atendem a estas exigências e os terrenos urbanos, estreitos e compridos, nem sempre facilitam a boa colocação dos quartos.

COMO ESCOLHER UM APARTAMENTO

Quando a opção é por um apartamento, é útil saber que ele pode ter, pelo menos, três áreas: a área total, onde estão incluídos o apartamento, a garagem, o tubo de lixo e as outras áreas comuns do prédio (entrada social e de serviço, escadas, elevadores, jardim, etc); a área útil, onde se conta apenas a metragem ocupada pelo apartamento, e a área líquida, onde estão descontadas as paredes, restando assim apenas o espaço livre para circulação e colocação dos móveis. Portanto, é muito importante saber qual a área líquida, do contrário pode-se comprar um apartamento até 20 metros menor do que se esperava.

Atualmente, a maioria dos prédios em construção reserva um apartamento para visitas já pronto e decorado, o que pode dar uma falsa ideia do espaço disponível. Além disso, a decoração disfarça muitos defeitos do apartamento, como uma divisão de ambientes mal feita ou cantos inúteis. Por isso, é melhor ver também o apartamento sem decoração.

Quando se compra um apartamento, naturalmente suas prestações entrarão na receita de despesas da família. Para não haver uma surpresa, nem um furo no orçamento, é bom verificar antes da compra as despesas do prédio. Ê claro que tudo custa dinheiro: o telefone interno ligando a portaria com os apartamentos aumenta a conta do condomínio, assim como o batalhão de empregados que inclui zelador, porteiro, manobrista para garagem, faxineiros
e jardineiro que muitas vezes poderiam ter seu número reduzido, se todos os moradores do prédio concordassem. Mas, quando se é minoria nesse tipo de situação, o melhor mesmo é não morar no prédio.

Quanto à garagem, deve-se verificar se cada apartamento tem lugar marcado para guardar o carro, do contrário muitas vezes será preciso acordar o vizinho para tirar seu carro da frente — ou contratar um manobrista, o que representa uma despesa a mais.

Nos apartamentos modernos, um dos maiores inconvenientes é o ruído. Devido ao tipo de material usado na construção civil, lajes e paredes são mais finas e o som se propaga mais. Outro tipo de ruído — o que vem da rua — pode ser previsto quando se verifica se a rua onde o prédio está sofrerá alargamento, o que, num apartamento em andar baixo, significa mais barulho.

O contrato (ou a promessa de venda) de um apartamento deve ser lido com atenção antes de se dar qualquer sinal, porque uma desistência nem sempre significa receber de volta toda a quantia que foi dada como sinal para garantir o imóvel.

Quando o contrato diz que o material usado será “de marca x, ou similar”, isso, na maioria dos casos, indica que o material será inferior ao citado. Por isso, o comprador precisa exigir todos os detalhes no memorial descritivo, ou dificilmente poderá conseguir reparar alguma coisa errada depois.

Antes ou durante a compra, deve-se verificar a qualidade dos materiais da construção. Por exemplo: encanamentos de cobre são melhores que os de ferro galvanizado; aquecedores e chuveiros elétricos consomem mais energia que os a gás e esquadrias de alumínio podem ser piores que as de madeira quando mal instaladas ou de material muito inferior.

CUIDADOS GERAIS NA COMPRA DE UMA CASA

Na hora de comprar a casa — ou o apartamento — é bom anotar alguns detalhes importantes:

  1. Numa   construção   de   bom acabamento,   as   paredes   são   em massa corrida e pintadas com tinta látex.
  2. Em qualquer tipo de revestimento do piso, ele deve ser bem aplicado e de fabricação uniforme, isto é, sem defeitos.
  3. As portas, quando em madeira natural,   devem   ser  enceradas  ou envernizadas, o que evita seu desgaste prematuro. Se forem pintadas, a   tinta   deve   ser   aplicada   com esmalte.
  4. Se as janelas forem de correr, devem deslizar perfeitamente para abrir ou fechar.
  5. Em prédios de apartamentos, mesmo  bem  situados,  os  andares mais baixos podem ser prejudicados pela sombra dos prédios vizinhos.
  6. Além do aquecimento da luz do sol — fundamental para qualquer tipo de imóvel —, a claridade também   é   importante;  quando   a casa ou o apartamento fica encaixotado entre duas outras construções, seu interior será escuro e frio. Por isso, antes de comprar, convém visitar o imóvel durante o dia, em horários diferentes.
  7. Quando a construção é mais antiga, devem-se testar as torneiras, descargas, interruptores e tomadas, de preferência com a ajuda de um eletricista-encanador.
  8. Às vezes, a localização das tomadas e lustres não é boa, sendo pouco  ou   mal   distribuída.   Nesse caso, sua mudança deverá ser feita junto  com outras pequenas reformas, antes de se instalarem os futuros moradores.
  9. Um problema muito comum em casas — principalmente quando o terreno foi aterrado — é a trepidação. Cada vez que passa um veículo pesado na rua, a casa toda parece estremecer; embora não signifique que a casa esteja pouco firme nos alicerces,  é  aconselhável  verificar como estão suas estruturas.
  10. O contato do concreto com a alvenaria, que é o revestimento das paredes, pode ser a causa de trincas ou rachaduras na pintura. Como o concreto é muito sensível às variações de temperatura, ele distende com o calor e movimenta-se, causando as rachaduras. Um defeito assim pode contribuir para desvalorizar uma casa, além de ser muito feio uma parede rachada.
  11. Manchas nas paredes ou no teto indicam vazamentos na canalização de água ou goteiras. Numa casa, esse problema é simples se a cobertura for de telhas; se for em laje de concreto, é mais difícil e mais caro de resolver. Se as manchas forem no assoalho, a causa é impermeabilização deficiente dos alicerces.

Escolher um bom lugar para morar talvez seja um pouco mais complicado do que se imagina, mas é um trabalho que vale a pena ter. Afinal, não é todo dia que se faz uma compra tão importante e, quando o resultado é satisfatório, tudo fica compensado.

 

No Comments

Leave a Reply