Como escolher comprar uma casa – dicas novas

Blog
fevereiro 5, 2017




Uma casa, quintal e jardim ou um simples apartamento podem ser uma escolha difícil quando se trata de comprar, pois são uma das poucas coisas adquiridas para sempre — ou para muito tempo — e devem assim atender a várias exigências.

Uma das primeiras dúvidas costuma ser: comprar casa ou apartamento? Numa casa há maior liberdade com relação a vizinhos, mas há também mais trabalho para cuidar do quintal ou do jardim, além de oferecer menos segurança que um apartamento. Quando a família tem crianças pequenas, o apartamento tem uma grande desvantagem: a falta de lugar para brincar, embora alguns prédios modernos disponham de um parque só para as crianças.

Um ponto que deve ser estudado com cuidado é a localização: morar longe e em lugar isolado significa levar mais tempo entre a escola das crianças ou o trabalho e a casa e fazer compras com bastante antecedência. É útil verificar também se há gás de rua, condições para transferir ou instalar telefone e entrega de correspondência.

Mas, qualquer que seja o bairro escolhido, deve-se verificar na Prefeitura se não foram programadas modificações a curto ou médio prazo na região. Alargamento de ruas, novas avenidas ou viadutos podem significar uma desapropriação, que desvaloriza o imóvel.

A parte urbana das cidades geralmente divide-se em três zonas: a residencial, onde só é permitida a construção de casas para morar; a zona mista, com residências e pequeno comércio, e a zona industrial, onde se instalam as fábricas. Procurar informações sobre a zona onde se localiza o imóvel é muito importante, porque, mesmo que ela seja residencial (ou mista), pode estar próxima ou no limite de zona industrial. Assim, se há um terreno vazio ao lado, o jardim ou o quintal da casa perdem suas funções quando se constrói um prédio de escritórios ou uma fábrica nesse terreno.

Por outro lado, morar próximo à zona comercial tem certas vantagens: há lojas, cinemas e restaurantes por perto e condução mais fácil. Para quem fica fora de casa o dia todo e não se preocupa com a poluição, o centro pode não ser tão mau assim. Só há movimento durante o horário comercial, e nos fins de semana é garantido o sossego de ruas tranquilas.

Quando a escolha está entre duas ou mais casas (ou apartamentos) é bom levar todos os futuros moradores, inclusive as crianças, para uma visita, quando cada um vai dizer o que acha de vantagens e defeitos. Às vezes, alguém pode sugerir uma reforma que torna a casa perfeita. Nesse caso, a reforma, por menor que seja, deve ser feita antes da mudança porque ela causa muita confusão.

Consertos ou reformas de pisos e paredes são complicados, principalmente quando em banheiros ou cozinhas, pois é preciso mexer também nos encanamentos. Para derrubar paredes, abrir portas ou janelas ou construir mais um banheiro, é indispensável contratar um arquiteto ou engenheiro civil, o que vai aumentar o custo real da compra. Isso deve ser considerado mesmo quando se dispõe de tempo para cuidar da compra do material para a obra e contratar os operários.

ESCOLHA DA CASA

Naturalmente, não existe uma casa pronta que esteja perfeitamente de acordo com as exigências de todo mundo, porque as necessidades e os hábitos de cada família são muito variáveis. Contudo, há detalhes que se adaptam praticamente a qualquer casa, já que ela se compõe basicamente de três áreas: a íntima (quartos); a social (sala de estar e de jantar) e a de serviço (cozinha, lavanderia, dependências de empregada).

O ideal é que cada uma das três áreas da casa se comunique diretamente com as outras duas. Isto significa que a empregada não atravessará a sala carregando uma pilha de roupa para os quartos e as crianças poderão circular de pijama entre a cozinha e o quarto, mesmo que haja visitas na sala.

Um ponto que merece cuidados especiais é o da insolação. Os quartos, principalmente, precisam receber duas horas de sol diário no mínimo. Sem isso, os aposentos acabam ficando com mofo e fungos provocados pela umidade e que são nocivos à saúde, mesmo dos adultos.

Costuma-se considerar ideal a construção que tem sua frente voltada para o norte, pois ela vai receber o sol da manhã, mais benéfico. Entretanto, mesmo esse detalhe não é fundamental, pois para efeito de aquecimento da casa, não faz muita diferença que o sol bata de manhã ou de tarde. Em cidades de clima frio é até melhor o sol da tarde, para que os quartos fiquem aquecidos à noite. Áreas de serviço também devem ser bem insoladas para facilitar a secagem das roupas.

Muitas construções não atendem a estas exigências e os terrenos urbanos, estreitos e compridos, nem sempre facilitam a boa colocação dos quartos.




You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply